O mal volta... No cair da noite!






O ano de 2008 vai chegando ao final, mas antes disto outros recordes estão sendo quebrados. Depois de um ano olímpico extraordinário, com várias marcas destroçadas, atletas coroados, e uma nação inteira eufórica. Após uma finalíssima de F1 emocionante, sendo disputada e definida no último GP, nas últimas voltas, aliás na última volta, e apenas 500 metros da bandeirada. Depois de uma brilhante vitória do 1º negro presidente do "MUNDO" como alguns costumam afirmar. Das variações cambiais exorbitantes. Bolsa que sobe, bolsa que cai, pense em um peso, estou vendo a hora algum adolescente conforme o ECA... ECA... ECA... denunciar os líderes por excesso de bagagem ílicita. Outras marcas, novos recordes e índices estão sendo batidos.

No último dia 24 deste mês, mas propriamente ontem, o mal volta. Este ínfimo e tenebroso companheiro disfarçado de anjo de luz vai devorando a hospitaleira e morena brasileira do nosso coração. Mas nós temos que aplaudir a sapien-sal e inté-gra decisão dos nossos governantes, afinal eles (oposição e situação) tiveram quase 6 anos para tomar... tomar e tomar tudo e todas e quase conseguiram... as tantas decisões e em apenas algumas horas de sessões foram brilh-antes, tanto que um gatinho interrompeu tudo ao beijar um transformador.

["A Assembléia Legislativa da Paraíba aprovou nesta segunda-feira (24) quatro Planos de Cargos, Carreiras e Remuneração de categorias funcionais, mudanças na estrutura da Polícia Militar e o Orçamento do Estado para 2009, entre outros projetos do Executivo, durante 17 sessões extraordinárias realizadas num único dia."


Para garantir a aprovação do Orçamento de R$ 5,8 bilhões, a bancada governista aprovou mudanças no Regimento Interno da Casa restringindo prazos para discussão e apresentação de emendas. Em protesto, a bancada de oposição não participou das votações e anunciou que vai recorrer à Justiça contra o que classificou de “pacote de medidas para inviabilizar a administração de José Maranhão”.

Foram aprovados os PCCRs dos servidores da Funad, dos procuradores, dos procuradores autárquicos e da Controladoria Geral do Estado. Também foi aprovado projeto disciplinando o pagamento de Adicional de Representação para os servidores do Grupo Serviços de Saúde (SSA).
As sessões extraordinárias começaram pela manhã, com a presença de toda a bancada governista e de parte da oposicionista. Quando notaram que não tinham como barrar o “rolo compressor” montado pelo Governo do Estado, os oposicionistas se retiraram do plenário em protesto contra o excesso de sessões extraordinárias e a falta de discussão das matérias em pauta.
Orçamento
Com um mês de antecedência do fim do prazo regimental previsto e sem a presença da bancada de oposição, os deputados aprovaram o Orçamento do Estado para o exercício de 2009 no valor de R$ 5,8 bilhões. O relator do projeto, deputado Dunga Júnior (PTB), acatou 143 emendas, todas aprovadas em plenário. A sessão, realizada à noite, chegou a ser interrompida por falta de energia elétrica provocada por um gato que teria invadido a casa de máquinas do prédio.
O líder do PMDB, Gervasio Maia, disse que a oposição não poderia participar de uma “série de ilegalidades”, referindo-se às manobras do Governo do Estado para aprovar as matérias, incluindo o Orçamento. Ele reclamou principalmente da falta de discussão antes das votações. “Se quiserem discutir as matérias e votar da forma correta, podem chamar a oposição. Mas não vamos participar dessas ilegalidades”, afirmou Maia, pouco antes de se retirar o plenário.]
É verdade que a fonte divulgadora não é a mais confiável, ou melhor, não é neutra, não é imparcial, não é equitativa. Assim como uma parte significativa da imprensa, por não se dizer toda, já que ninguém faz jornalismo a sós. É como a política... Há raros homens de bem, com bons ideais, com desejo de fazer o certo. De atender não apenas as necessidades e os interesses das minorias e das maiorias, mas de realizar a transformação do meio na qual se encontra. Proporcionando uma profunda reflexão na vida, e consequentemente trazendo mudança ao comportamento das pessoas.
Mas passando este momento de lucidez, voltemos a escuridão. Não, não, não... Vamos continuar que a história esta começanco a ficar satírica. Não faz um mês sequer. Você se lembra da greve bancária? -Não? -Tudo bem. Deve ser mal de Alzheimer, pois todos nós estamos sujeitos e sofremos um pouco dele. De repente tudo parou no país, tudo é exagero, ai vou parecer contraditório. Então, não tudo parou, mas os bancos entraram em greve, lembra agora?! -Mas parte considerável da população pouco se importou ou sequer notou as greves bancárias. É simples. Ao invés de informar o cidadão e a cidadã sobre a greve e suas implicações a imprensa em todo o território nacional pouco divulgou sobre tal situação. Por qual razão? - Simples. Você já observou os intervalos dos jornais, das novelas, dos filmes... Sempre há uma propaganda de banco nos intervalos do horário nobre da TV brasileira, sendo assim você esperaria alguma notícia sobre a greve bancária?!

Sobre a política parabaina o fato a lamentar é porque a direita (coisa que eu não acredito existir no Brasil - esquerda, direita, metade, dança do quadrado no fim é tudo batata do mesmo saco) se diz Romeu e a esquerda Julieta (os sobreeee nomes são interessantes aqui no estado - Capuleto e Montequio), ambos se amam, mas não podem levar seu doce e apaixonante relacionamento a frente, pois a família (povo - eu, você, o pardo, o índio, o branco, o negro, o mulato, o menino, a mulher, o bruco, o ignorante, o intelectual, o aleijado, o consciente, a senhora e até o Senhor, etc...) é o impercílio para que eles continuem juntos lutando por uma causa nobre. A consequência... O estado vai sendo entregue as baratas, toda semana tem uma novidade, nós ficamos como avestruzes cambaleantes. Apenas concordamos de uma forma ou de outra com tudo o que acontece. Os bichos vão sendo cassados e mesmo assim continuam no poder florestal. A tenda esta armada há vagas para todos... Como diz um amigo meu... Não perdam... Não perdam o espetácuro... Afinal o flamengo ganhou de cinco, mas não foi a zero, o Brasil ganhou de seis, mas não foi a zero, e a hiena da borborema levou 7 tiros e foi rebaixada (temporariamente, pois daqui a dois anos ela voltará e como sofremos de Alzheimer vamos colocá-la em um belo posto).

Mas sem problemas.

Algo mágico aconteceu...

O Campinense no domingo

Em uma tarde de neblina

Empatou com o Atlético Goiano

E para o povo de Campina

Após 15 anos de labuta mui sofrida

Trouxe alegria e gozo outra vez.

São coisas como estas... Quando afirmo que a imprensa informa e desinformar as pessoas...
Enquanto no cair da noite as mentes malévolas preparavam mais uma armadilha o povo se inflava de uma enorme besteirês... (esta palavra é nova, mas como todo mundo cria, ou acha que cria uma, porque também não iria criar eu?! - Gosto do que disse certo poeta e compositor, ex-candidato ao senado e que recebeu cerca de 100 mil votos, certamente uma forma de protesto, afinal restaram-nos migalhas para votar. Ele disse: "O único Ser que criou algo do nada foi Deus, se existir outro, por favor me avise").
Independente do lado. A Paraíba sofre o duro golpe de se governada por dois grupos alienados e cegos pelo poder... Estamos no fim do ano de 2008, em pleno século XXI, mas parece que estamos vivendo em 1000 e pouco... ou bem antes disto!
Como já dizia certo pensador inglês "A ambição é o último recurso do fracassado"...
Pense comigo: Quem é o fracassado, aquele que saiu, o que esta saindo, o que vai entrar, ou aqueles que colocaram cada um deles lá?!
Que Deus nos ajude a transformar esta triste realidade que nos encontramos.
Saíamos do tempo de província e deixe MÓ-LÁ... MÓ-LÁ para os livros de história.

João Vicente Ferreira Neto

Postar um comentário