Pare de Pensar!

Sempre gostei muito de pensar. Aliás, pensar deveria ser um exercício diário. Mas, infelizmente, esta atividade tão simples não consta da relação de hábitos de muita gente. As pessoas costumam não dedicar parte de seu dia ao exercício salutar de ordenar idéias, rever atitudes e reorientar ações, ou seja, pensar. Talvez por que pensar seja um exercício muito trabalhoso, que exige esforço e acima de tudo muita competência e concentração.

Desde os primórdios da civilização os pensadores eram homens valorosos e tinham papel de destaque na sociedade. Isso é facilmente comprovado se analisarmos grandes homens da história como Aristóteles e Platão, ou o próprio Cristo. Os senadores do Império Romano eram grandes pensadores e fantásticos oradores. Mas parece que com a evolução (ou seria melhor chamar de “involução”) o ato de pensar acabou sendo banalizado e colocado como algo secundário.

Pensadores são, antes de tudo, questionadores astutos e, por isso, chegam na frente com larga vantagem nesta disputada corrida que é a vida. Não por que sejam mais inteligentes, mas sim por que tenham mais curiosidade e acabam conhecendo caminhos inexplorados que lhes conduzirão com maior rapidez ao pódio. Ou, mesmo, por questionarem muito e, conseqüentemente, acabam enxergando mais com maior lucidez o que se esconde entre as atribulações do dia a dia. Ou, ainda, tenham mais facilidade ordenar idéias e, por isso falam com maior fluência e poder de convencimento.

O grande problema é quando o indivíduo se dedica tanto a pensar que esquece o quanto é importante agir. Quando o pensar passa de ferramenta de ascensão a um mero fardo fica claro que há a necessidade de se corrigir o rumo.

O pensamento é o veículo da vontade, mas o combustível é a atitude e a iniciativa Lembro-me que na minha infância ouvia, por vezes, que “palavras conduzem, mas exemplos arrastam”. Se você analisar a história verá que os maiores pensadores só tiveram suas idéias imortalizadas não pelo que pensavam ou falavam, mas pela coerência entre seus pensamentos e ações. O homem sábio é aquele que usa a mente para planejar suas ações. Que analisa e questiona para evitar erros pelo desconhecimento e ignorância. Uma frase curiosa é a que diz: “penso, logo existo”. Como se a vida fosse privilégio dos homens que pensam. Viver e pensar são coisas bem distintas, pois, até que se prove o contrário, pensar é um atributo dos seres humano. Já viver é um atributo de todo ser vivo, seja ele pensante ou não. A base do sucesso esta planejamento (ato de pensar) e implementação (ato de agir). Ou seja, não há sucesso sem muita “inspiração e transpiração”. Ou seja, pensamento e ação.

Se você pensa, parabéns! Se você pensa muito, cuidado! Pare agora de pensar somente e mãos a obra. Adote como palavras de ordem: pensar... agir... agir... pensar... agir... agir.. pensar. Sempre! Nesta ordem. O pensamento é importante, mas a ação é vital para o desenvolvimento!


Postado no dia 29 de março de 2006 às 17:22
Por Giovani Miguez
Visite: www.politic.com.br




Postar um comentário