Qual é a tua obra? – Mario Sérgio Cortella











Qual é a tua obra?






Inquietações propositivas sobre gestão, liderança e ética
Mario Sérgio Cortella


















Qual é a tua obra?

É ser reconhecido? 
Desenvolver a capacidade de aprender sempre?
Saber o significado da sua poiesis?
Encontrar-se naquilo que faz?
Enfrentar a jornada do herói?
Saber a diferença entre erro e negligência?
Saber que não sabe?
Ser humilde?
Aproveitar as oportunidades?
Enfrentar o medo da mudança?
Saber o tamanho que você tem dentro do planeta?
Ter medo da satisfação?
Saber lidar com a velocidade das mudanças?
Combater o bom combate?
Aprender a agir sem cautela imobilizadora nem ímpeto inconsequente?
Administrar o tempo e distinguir o que é urgente do que é importante?
Ser capaz de inspirar pessoas, projetos e situações? 
Enquanto líder, animar as pessoas a se sentirem integradas à obra?
Ter a capacidade de se reinventar, de buscar novos métodos e soluções?
Ser íntegro?
Conseguir enxergar o outro como outro, e não como estranho?
Ser ambicioso, mas não ganancioso?
Distinguir o que é essencial do que é fundamental?







Mario Sergio Cortella (ca. 1954) 








É um filósofo brasileiro, mestre e doutor em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, onde também é professor-titular do Departamento de Teologia e Ciências da Religião e da pós-graduação em Educação (Currículo), além de professor-convidado da Fundação Dom Cabral e do GVpec da FGV-SP.
Foi secretário municipal de Educação de São Paulo (1991-1992) e é autor, entre outros livros, de A Escola e o ConhecimentoNos Labirintos da Moral, com Yves de La Taille, Não Espere Pelo Epitáfio: Provocações Filosóficas e Não Nascemos Prontos!.
Fez o programa "Diálogos Impertinentes" na TV PUC, no Canal Universitário.


Já li e recomendo, uma excelente leitura!







Não deixem de assistir a entrevista dada pelo filósofo ao jornalista Jô Soares.


Postar um comentário