Tudo muito simples...



Na vida as coisas poderiam ser mais simples.
É um pena que a compliquemos tanto.

Certa vez um pai chegou próximo a sua pequena criança e perguntou: "Você esta com fome?", ao que ela respondeu: "Sim papai eu estou". O pai por sua vez perguntou: "E o que você quer comer?". Então a criança falou: "Eu quero comida"...

Que ironia do destino ou que bruta, terrível, deplorável e dolorosa realidade e idealidade é esta que nós vivemos...
Não se preocupem com a escrita, com as palavras e com a ordem...
Labute a sua faculdade discernível para o princípio...

Em dias coloridos nós vivemos com as crianças colecionando pulseiras do sexo para carinhosamente serem estupradas e amorosamente violentadas.
Por poutra viés temos os adultos ansiosos que vão comprando mais um pacotinho de figurinhas da Copa do Mundo e das Eleições.
Falando nisso qual é a cor do seu candidato heim?!

Pois o meu é desbotado, e o número dele é aperta todos os números possíveis e depois CONFIRMA...

Mas, para não perder o fio da meada voltemos a criança da história...
Tal criança sempre observava atentamente os adultos orarem a dEUs, e ela nada compreendia, afinal os adultos apenas proferiam vãs repetições, frívolas palavras, meros clichês, e nada mais...
Assim a criança fez como lhe apraz, ou seja, conforme a sua constituição.
Então ela começou a ressoar as letras do alfabeto: a, b, c, d, e, e assim por diante até chegar em z...

A criança que assim o fez a céu aberto estava sendo observada pelo seu pai que mui curioso a questionou: "Filho, o que fazias?". O pequenino respondeu: "Batendo um papo muito legal com um grande amigo e Pai de todos". Continuou o garoto: "E ai papai como eu acho tudo muito confuso no mundo dos adultos resolvi conversar assim com meu amigão, pois, dizendo letra por letra Ele iria saber melhor do que eu, o significado de cada uma delas para mim na minha relação com Ele".

Pessoal... Como alguém já disse: "Não são os eloquentes e os eruditos que atingem o coração de Deus, mas os de coração quebrantado, limpo, sincero, contrito, que sabem que nada são senão miseráveis pecadores, carentes da eterna graça, do maravilhoso perdão e do amor regenerador de Deus em suas vidas".

Sem perder a fé, jogando apenas todas as certezas que não são certeza alguma, e levando apenas todas as dúvidas que se debruçam a uma só certeza, de que Deus é amor, de que Jesus Cristo é Deus encarnado e Senhor, nada mais me interessa...

Minha religião?
EU estou CORINTHIANO, e não é de Corinto, mas, de São Paulo mesmo...
Quanto a fé eu estou cristão, mas, que nada tem haver com cristianismo seja em qual instância ou grupo religioso for.

Pois Só Ele é...

Que nós caminhemos de maneira mais branda, assim como as crianças...
Para que tudo possa ser muito simples...
Postar um comentário