AINDA NÃO CHEGAMOS EM CASA

AINDA NÃO CHEGAMOS EM CASA

A história de um casal que dedicou a sua vida ao campo missionário nas regiões mais inóspitas e sujeitos... Aqueles missionários ao sofrimento mais atroz.

Depois de 50 anos eles foram jubilados e voltaram para o seu país de origem.

E no navio que os trouxe de volta, eles vieram imaginando como seriam recebidos, e com quem honras eles seriam recebidos de volta para casa depois de 50 anos de uma vida inteira.

“Depois de servir na China, o sujeito é preso, acometido de febre tifóide, e tem um tumor no cérebro” - Eric Henry Liddell

Alguém poderia dizer: “Depois de dedicar a minha vida com tal fidelidade é isso que eu colho na velhice?

E aquele casal vinha no navio provavelmente pensando estas coisas.

Que honra nos espera? - Quando chegarmos em casa.

Quando o navio se aproximava do porto para atracar eles viram muitas bandeirolas, banda, fanfarra, uma festa preparada, e pensaram: “Eles estão prontos para nos receber de volta”.

Mas quando desceram, pois estavam viajando de terceira classe. Quando desceram os papéis coloridos estavam espalhados pelo chão e já não havia mais a banda, a fanfarra deve ter sido o Kaká, o Ronaldinho Gaúcho que chegaram. Alguém chegou à frente e a festa não era para o casal.

Eles foram para casa, carcomidos pelo tempo, não havia ninguém para esperá-los, não havia festa, não havia boa recepção, não havia recompensa, e aquele homem revoltado saiu batendo a porta e disse a sua esposa: “Eu vou andar, pergunta ai para o seu Deus se é isso que Ele tem para nos dar quando nós voltamos para casa depois de 50 anos de ministério”.

O homem andou... Andou... Andou... E ao voltar encontrou a esposa mexendo alguma coisa na pia da cozinha, entrou e perguntou a mulher em tom de deboche: “E então, falou com o seu Deus se é isso que Ele tem para nos dar quando nós voltamos para casa depois de 50 anos de vida dedicada ao ministério?

E a mulher sem virar-se simplesmente disse: “Falei”.

-“E o que foi que Ele disse?” retrucou o homem.

Ela respondeu: Ele disse que nós ainda não chegamos em casa”.


Contada por Ed René Kivitz – “Homens de quem o mundo não era digno”

Fonte: http://www.koinoniaonline.com.br/haggai_palestra4_ed.htm
Postar um comentário