E o futebol jogado na Copa? Grupos A, B, C e D

Antes da bola rolar muita coisa foi falada a respeito do nível de futebol que seria apresentado na Copa do Mundo.

Não poucos foram os jogadores que reclamaram quase que constantemente da Jabulani.

Eu confesso que não quero partir para esta envergadura da discussão. Embora até certo ponto os jogadores tenham razão, afinal haveria alguém melhor para testar o objeto de trabalho que aquele que o utiliza?

Mas falando de bola rolando e futebol apresentado muitos críticos e devotos do futebol estão frustrados pelo que viram até aqui. Com sinceridade?! – Eu não estou surpreso!

No grupo A o meu coração é tomado pelos bafanas bafanas, embora eu tenha consciência que sua passagem a próxima fase seja praticamente impossível. Passarão México e Uruguai que provavelmente empatarão no jogo de compadres. A França sofre de uma doença crônica chamada: “ausência de Zidane”. Mesmo com o talentoso Franck Ribéry e o esforçado Yoan Gourkouff, ambos estão longe demais para conseguir substituir Zizou. A seleção francesa é velha, medíocre, não tem atacante (afinal Henry esta no banco), não tem treinador (tem um cabeça de bagre), e vai sair deste mundial igual ao de 2002, sem fazer sequer um gol, e ainda correndo o risco de dar a África do Sul sua primeira vitória em Copas do Mundo.

No grupo B nossos hermanos passearão contra os gregos na última rodada. É uma piada o defensor grego dizer que ganharão de 5 x 0 de Messi e Cia. Acredito que a Coréia do Sul passa em 2º, mas tudo é possível no jogo contra a Nigéria. O detalhe para este grupo: “A Argentina do meio para frente parece com o Zorro, é um espetáculo, mas do meio para trás é idêntica ao sargento Garcia, não propriamente pelo peso, mas por sua lentidão e enorme deficiência técnica e limitação física”.

No grupo C esta a maior lêndia, é isso mesmo: “LÊNDIA” do futebol mundial, ou seja, a Inglaterra. Um treinador que fatura mais de 18 milhões de reais por ano. Nisso podemos notar o quanto o inglês valoriza o futebol. O campeonato deles é um espetáculo. Todos os anos sempre colocam dois times nas semifinais da Champions League, todavia quando se fala da seleção inglesa a história é outra. Sempre badalada fora dos gramados, mas em campo e em mundiais é uma seleção bizarra. Só foi a uma final de mundial, coincidência ou não a Copa daquele ano (1966) foi realizada na Inglaterra. Na final contra a Alemanha após um empate em 2 x 2 no tempo normal, conseguiram a vantagem aos 8 minutos do 1º tempo da prorrogação com um gol ilegítimo, cuja bola acertou em cheio o travessão e quicou exatamente sobre a linha (veja os gols do jogo). Exceto isso a melhor colocação dos ingleses foi o 4º lugar no Mundial de 1990 quando perderam na decisão de 3º lugar para anfitriã Itália por 2 x 1. Depois só ficaram de 6º (três vezes) para trás. Confesso que se tiver que apostar em alguma seleção esta seria os EUA. É uma seleção chata. Os caras são fracos, limitados tecnicamente, mas são por demais aplicados taticamente. A segunda vaga pode ser de qualquer uma das seleções, mas a Inglaterra assim como a França poderá voltar mais cedo para casa.

No grupo D vejo um maior equilíbrio. Talvez o grupo da morte do mundial. A priori não parecia quando a Alemanha jogou aquele belíssimo futebol contra os Australianos, mas depois do jogo de ontem fiquei com uma pulga atrás da orelha. Os alemães produziram pouco, perderam Klose expulso (eu vibrei [sem rogar praga ou desejar o mal], pois só assim ele fica longe do fenômeno em número de gols), depois Podolski perdeu um pênalti, para piorar a Alemanha que parecia forte no sistema defensivo, além do gol ainda levou quatro bolas na trave. Com exceção a Austrália que será eliminada, pois farão um jogo duríssimo contra uma boa seleção, a Sérvia (apesar da má estréia), acredito que a disputa ficará entre Alemanha e Gana que farão o jogo chave, e a Sérvia.





1 comentário