Fidel, segundo Benigno, traiu a Revolução Cubana e o Che.


"Os soviéticos consideravam Guevara uma personalidade perigosa devido a suas estratégias imperialistas. Fidel se curvou à razão de Estado, visto que a sobrevivência de Cuba dependia da ajuda de Moscou. E eliminou um embaraçoso companheiro de luta. O Che era o líder mais amado pelo povo. A nossa revolução durou poucos anos, hoje é uma ditadura como a de Batista. Os cubanos conquistaram a cultura, mas não a liberdade, e são ainda pobres. E a culpa não é apenas do embargo americano. É de Fidel, por ter traído a revolução. É difícil prever o futuro, mas não queria que o poder por fim coubesse aos exilados de Miami, que são corruptos."

Postar um comentário