Democracia viva

Democracia viva

Assumimos o compromisso de orar pelas autoridades constituídas, reconhecendo que toda autoridade provém de Deus e deve ser exercida para a promoção da justiça e da paz

Nesta edição, abri meu espaço nesta coluna para dar passagem ao Movimento Democracia Viva, deflagrado por um grupo significativo de lideranças cristãs evangélicas em resposta ao momento político e social do nosso país. Não apenas subscrevo os documentos, como também encorajo a todas as pessoas de boa vontade que o façam e arregimentem outros tantos que engrossem esta marcha sem volta.

MANIFESTO À NAÇÃO BRASILEIRA NESTA HORA DE ANGÚSTIA

“Lamentamos ver instituições do Estado maculadas por uma sucessão de denúncias que causam vergonha e pesar ao povo honrado desta nação.”

“Lamentamos que a história brasileira venha sendo marcada pela prática da apropriação do Estado para fins opostos aos interesses da sociedade, onde é desconsiderado o exercício da função pública em benefício do povo, de quem legitimamente emana o direito de governar.”

“Exigimos que os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário investiguem de modo transparente todas as denúncias e suspeitas de corrupção, cobrando responsabilidades e garantindo o pleno direito de defesa, cumprindo assim suas funções constitucionais.”

“Exigimos uma reforma política capaz de impedir o aparelhamento do Estado e a prática da administração da coisa pública para interesses escusos e particulares, que mantenha o mandato público nas mãos do povo, e liberte a prática política do poder econômico.”

“Exigimos a priorização da agenda social, de modo a arrancar do estado de pobreza e miséria parcela significativa da população que sobrevive em condições desumanas.

“Exigimos a garantia da normalidade democrática, de forma a assegurar a integridade das instituições que constituem o Estado.”

“Assumimos o compromisso de orar pelas autoridades constituídas, reconhecendo que toda autoridade provém de Deus e deve ser exercida para a promoção da justiça e da paz.”

“Assumimos o compromisso de, juntamente com todas as forças vivas da nação, exercer vigilância cívica sobre as autoridades constituídas, visando à preservação e defesa da vida como valor fundante da ética.”

“Assumimos o compromisso de dar a nossa contribuição para a construção de um Estado leigo e de uma nação justa, livre e igualitária.”

“Em nome dessa missão, conclamamos a todo o povo cristão que subscreva o abaixo assinado anexo, para que possamos demonstrar junto aos poderes da República em Brasília nossa indignação, nosso protesto por medidas eficazes, nosso compromisso de luta e de vigilância cívica.”

ANEXO: EXIGÊNCIA DA JUSTIÇA CRISTÃ

“A verdade que recebemos nossos valores, e a memória das lutas de nossos antepassados, não nos permitem aceitar a vida no sofrimento, na miséria e na injustiça em que vive a imensa maioria do povo brasileiro; nem, por igual razão, a criminalidade e a violência que assolam o país. Repudiamos as ações de corrupção que aviltam os diversos setores da administração pública, bem como todos os atos daqueles que buscam o enriquecimento fácil, à custa da pobreza e miséria do povo. Não aceitamos a impunidade dos crimes que têm marcado nossa história.”

“Exigimos que os poderes da República cumpram, e façam cumprir, a Constituição. Exigimos dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, em todos os níveis – Federal, Estadual e Municipal –, o compromisso total com soluções justas para as angústias da hora presente. Reivindicamos o fim da impunidade pelo aperfeiçoamento do nosso sistema jurídico-legal, visando à devida atribuição de responsabilidades a quem de direito, de modo adequado e oportuno, principalmente no que tange aos crimes contra a vida e o bem público. Apelamos ao governo pela criação de condições de moradia, saúde, educação e trabalho condizentes com o valor inestimável da pessoa humana.”

“Assim agimos por julgar que uma nação tão rica como o Brasil pode propiciar aos seus filhos melhor qualidade de vida, se houver determinação e empenho em combater o flagelo da violência, corrupção e impunidade, e prover moradia, saúde, educação e trabalho para todos.”

“Assinamos por amor a Deus e sua justiça!”

As adesões devem ser feitas em folhas onde constem (1) o texto completo do anexo “Exigência da justiça cristã”; (2) nome: (3) assinatura; e (4) RG de todos os assinantes. O material deve ser enviado ao Movimento Democracia Viva, no endereço: SHIN QI 4 G 9 casa 22 – Brasília (DF), CEP 71510-290.

Ed René Kivitz é escritor conferencista e pastor da Igreja Batista da Água Branca, em São Paulo – SP

Fonte: http://www.eclesia.com.br/colunistasdet.asp?cod_artigos=375

Postar um comentário