Perseguidos ou Culpados?

Perseguidos ou Culpados?

Por José Barbosa Junior

Dois casos, um nacional e outro internacional, ocuparam o centro das discussões da “mídia evangélica” esta semana, com respingos, é claro, na mídia chamada “secular”.

O caso estrangeiro, com chamada até mesmo no Fantástico, diz respeito ao pastor de uma comunidade protestante na Flórida, de apenas 30 membros. Terry Jones, o pastor estadunidense, quer queimar o Alcorão, livro sagrado para os muçulmanos, no próximo sábado, 11 de setembro, em lembrança ao trágico acontecimento das Torres Gêmeas.

Já em terras tupiniquins, não se fala em outra coisa a não ser o vídeo do Pr. Paschoal Piragine Jr, pastor da Primeira Igreja Batista em Curitiba, onde claramente recomenda aos membros de sua igreja a não votarem no PT, sob ameaça de que “Deus pesará a mão sobre nossa nação” caso o PT permaneça no poder. Quanto ao vídeo, já expressei parte do que sinto em outro artigo (quem quiser conferir: http://bit.ly/9CSTcD ).

Conseqüência: os dois pastores estão sofrendo “represálias” (e que fique bem entre aspas isso) por causa de suas atitudes. “Perseguição por causa do Evangelho”, já se animam alguns, chamando-os bem-aventurados!

Será?

Preocupa-me essa “sede evangélica” por perseguições. Porque na maioria das vezes, o que vejo, não corresponde ao que Jesus chama de bem-aventurança. ( Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e mentindo, disserem todo tipo de mal contra vós, por causa de mim. Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus.), mas a uma reação natural ao nosso despreparo e até mesmo às nossas mazelas. Provocamos, e quando somos confrontados, bradamos: “estou sendo perseguido por causa do Reino, Aleluia!”

Muita calma nessa hora! Não é bem assim!

Pensamentos como esse fizeram os fiéis da Renascer até mesmo tatuarem os nomes dos líderes em seus corpos, como apoio à “perseguição” que estavam sofrendo, ao entrarem com dinheiro escondido nos EUA. Perseguição??? Claro que não! Eles estavam colhendo o fruto do seu crime! Não há bem-aventurança alguma nisso!

O mundo inteiro se vira contra o pastor Terry Jones (que conseguiu seus 15 minutos de fama) e o que ele pensa? Perseguição pela “fidelidade ao evangelho”! Claro que não! O mundo está horrorizado com o fundamentalismo e a intolerância do velho pastor... e isso não tem nada a ver com a perseguição que Jesus retrata.

No caso Piragine, o presidente do PT do Paraná, Enio Verri, vai a uma rádio e diz que o PT buscará uma atitude jurídica contra a infeliz fala do pastor paranaense e o povo já se levanta dizendo: “Perseguido por causa do Reino”!

Não creio que em quaisquer desses casos a perseguição seja ao “Reino de Deus”, e muito menos por causa de Jesus, e o pior, em nenhum dos casos a acusação é mentirosa (vale lembrar, Jesus salientou “e, MENTINDO, disserem todo o mal contra vós...).

Estão apenas colhendo os frutos dos absurdos cometidos “em nome de Deus”! Confundem denuncismo barato com profetismo! Ser profeta não é sair por aí “fazendo e acontecendo, falando pelos cotovelos” em nome do Senhor e se achar, por isso, a voz de Deus na terra! Não... profecia tem a ver com honestidade, com compromisso com a Palavra e não a deturpação da mesma em busca de seus próprios interesses. E ser profeta, muitas vezes é, infelizmente, cortar na própria carne e denunciar a pessoa querida (como Natan fez com Davi).

Portanto, tenhamos mais cuidado ao “comemorarmos” certas perseguições. Analisemos a fundo o que as motivou. Terá sido mesmo “o Evangelho do Reino”, ou atitudes impensadas e, às vezes, até mesmo calculadas daqueles que por algum momento, se julgam “profeta de Deus” para a nação.

Tenhamos cuidado. Porque bem aventurados são também os mansos (que não compram briga à toa), os humildes de espírito (que sabem que só vivem pela graça), os que choram (que têm sensibilidade) , os que têm fome e sede de justiça (e que muitas vezes vão lutar pelo direito do homossexual, etc), os misericordiosos (que sentem a dor do outro), os puros de coração (que não vêem mal onde não tem)e os pacificadores (que promovem a paz, não a confusão)... estes serão perseguidos pela VERDADE de suas vidas...

Amém!

Fonte: http://www.crerepensar.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=194&Itemid=26
Postar um comentário