Entre Amigos é Assim... II


L. todas as vezes que recebo a resposta de um e-mail seu fico feliz.

Cara sua sinceridade tem me ajudado a crescer.

Mergulhado no oceano da Palavra nesta última noite, especialmente nos evangelhos aos Filipenses me deparei com uma Palavra de cura e libertação: "Pois estou certo de que o que se passou comigo resultará em libertação para mim" (Filipenses 1.19a).

Cara na minha pequenez sou grato por sua vida e amizade, sou grato pela vida do Caio, apesar dele, e também de alguns.

Compreendo que cada um de nós passamos cedo ou tarde pela experiência de dor. E sem dúvida alguma, ou talvez cheios delas tiramos lições após uma acurada reflexão. Também sei que vivemos em dimensões e situações diferentes, agradeço de coração a sinceridade, e por você ter e sentir de fato na liberdade de ser quem és. Outro dia destes eu estava conversando com o A., falando sobre o meu envolvimento com a estação aqui em João Pessoa, mas de como eu não quero me pegar defendendo o Caio, o Ed, o A, o B, a mim, a você, e nem mesmo a Cristo, pois creio plenamente que Ele não precisa de mim ou de quem quer que seja para advogar em nome dEle.

Suas palavras vem em boa hora amigo.

A cada dia "conheço" mais pessoas, e menos as conheço. Isso pode estar associado ao fato de me permitir me conhecer um pouco mais também. Sobre o John Stott ficam as leituras, que são agradáveis. Ele foi um irmão precioso, e sem dúvida alguma me ajudou na caminhada, e na verdade até hoje ajuda.

Sei que há muita amargura em muitos lugares, em muitos corações, certamente o há (e digo com tristeza, porém sincera) na caverna do meu ser, lá no íntimo do meu coração, seja por uma razão "justa" ou "não justa", hoje porém busco descansar nEle, pois creio que Ele É o bom caminho, exala vida em abundância, derrama a sua graça e misericórdia sobre nós, e É nEle em quem busco refazer minha peregrinação.

Hoje amigão... Creio que a minha paz não depende das unanimidades ao meu respeito, pois não é mais o bicho que vai determinar o meu próximo passo, e sim a consciência do evangelho. Creio que no chão da vida sempre haverá pedras, a grande questão é o que fazer com elas, se muralhas intransponíveis ou se pontes?!

Hoje tenho vivido ou ao menos me guiado pela Palavra que instrui: "Se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens" Romanos 18.12. Este Paulo pecador tinha algumas poucas virtudes, das tais: "Ele era Corinthiano". kkkkkk

Vou ficando por aqui amigão, na certeza da saudade e do desejo de pode reencontrá-lo.

Muito obrigado por suas palavras, elas me são lenitivo para alma.

"Quanto mais deixamos que Deus assuma o controle sobre nós, mais autênticos nos tornamos - pois foi ele quem nos fez" C. S. Lewis

João Crisóstomo

Postar um comentário