Ela, sempre ela...

Foto: Por David T. Filho


Ó mar, doce mar...
Ó brisa, suave brisa...
Ó lua, tão bela lua...
Que mistério é este que reside em vós...?
Que encanto é este que levas contigo doce mar...?
Encanto que faz a minha alma acalmar...
Que ternura é esta que traz contigo o suave brisa...?
Ternura que faz enternecer o meu peito...
Que beleza é esta que tens ó tão bela lua...?
Beleza que faz sorrir meu coração...
Dizem que a paixão se chama por ela,
Mas quem é ela?
Senão aquela que é tão doce, suave e bela...
Ela, sempre ela...

João Vicente Ferreira Neto


Postar um comentário