Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2013

"Se o Papa pode renunciar, nós podemos nos divorciar?"

Imagem
Tem o lado de interpretação religiosa. 
E tem o lado natural, própria da vida (e este é o que acredito). 
Há inúmeras versões concernentes a renúncia do Papa, do tipo: problemas de saúde, idade avançada, escândalos ocorridos dentro da santa sé descobertos pela equipe papal, entre outros. 
Particularmente acredito que ele foi ousado, corajoso e sábio ao tomar tal decisão. 
O Bento XVI sempre teve posicionamentos claros sobre uma diversidade de assuntos (independente de concordarmos), ele ao menos foi honesto, tinha coisa que não acreditava, ou reprovava e falava abertamente, e de algum modo assim foi com a renúncia. 
Sobre o divórcio a "igreja", instituição religiosa, há inúmeras posições: é um sacramento; é uma ordenança; é uma aliança "eterna"; não se pode divorciar; se pode divorciar; se pode divorciar, mas não pode se casar novamente; se pode divorciar, e pode se casar novamente; entre várias outras linhas/correntes teológicas. 
Eu acredito nas palavras que Jes…

Quem tem medo de Yoani Sánchez?

Imagem
A blogueira cubana Yoani Sánchez 



Quem tem medo de Yoani Sánchez?  É necessário um real debate sobre o que se passa em Cuba e o verdadeiro caráter do regime castrista
Desde o dia em que aterrissou no Brasil, a blogueira cubana Yoani Sánchez vem enfrentando protestos de militantes pró-regime castrista. Em Feira de Santana (BA), chegaram a impedir a exibição do documentário "Conexão Cuba-Honduras" que tem a blogueira como uma das entrevistadas. Além de defender o governo cubano, essas manifestações impulsionadas pela UJS/PCdoB e outros setores, atacam Yoani como "agente da CIA", supostamente bancada pelo imperialismo com o objetivo de desestabilizar Cuba.
Esses protestos mostram parte do respaldo que o regime cubano ainda encontra em vários setores da esquerda. Outros setores, no entanto, como o PSTU, não integram nem apoiam essas manifestações. E mais ainda, defendem a necessidade de se abrir uma real discussão sobre Cuba e o que representa o governo encabeçado pelos …

Passado & Futuro...

Imagem
Não seja desnecessariamente sobrecarregado pelo passado. 
Vá fechando os capítulos que você já leu; não há necessidade de ficar voltando e voltando de novo. 
E nunca julgue nada do passado pela nova perspectiva que está chegando, porque o novo é o novo, incomparavelmente novo e o antigo foi certo dentro de seu próprio contexto, e o novo é o certo dentro de seu próprio contexto, e os dois são incomparáveis. 
Se alguém ama você, seja grato, mas não exija nada - porque o outro não tem obrigação de amá-lo. 
Se uma pessoa ama, trata-se de um milagre. 
Emocione-se com o milagre.
Osho

Opinião do Cascione: O crime e os Manos

Imagem
Opinião do Cascione: O crime e os Manos

Há uma Síria em chamas encravada entre o Paraná e o Rio Grande do Sul. Há um Mali, em guerra, no campo de batalha de Floripa. Há uma Palestina e um Israel entre o Oiapoque e o Chuí. Há uma trincheira, um front, uma casamata, e um Vietnã em cada esquina. Há um amazonas de sangue escorrendo nas praças e ruas deste País.
Que País é este? Nunca antes na história deste País, nem depois, nem durante, nem nunca! As TVs colocam a palavra oficial dessa respeitável instituição chamada “Crime Organizado dos Estados Unidos das Bananas”, em grave ameaça: “a BOMBA VAI EXPLODIR!” Essa sentença foi lida pelos diplomatas e porta-vozes, dos “manos” nossos de cada dia.
Uma coisa dá pra notar: eles falam com mais convicção e determinação que os detentores do pseudo Poder Institucional.
É palavra de bandido. Mas ela tem fé pública, porque entre o que eles falam e fazem existe perfeita correspondência e inquestionável coerência.
Acho que está na hora de convocar esses…

Convocatória para Encontro Nacional da Rede Pró-Partido

Imagem
Convocatória para Encontro Nacional da Rede Pró-Partido

No dia 16 de fevereiro de 2013, a partir das 8h30, em Brasília, no Unique Palace - Setor de Clubes Esportivos Sul, trecho 2, conjunto 42, vamos deliberar sobre a criação de um novo instrumento político da luta pela sustentabilidade e pela ampliação e aprofundamento da democracia no Brasil.
Os intensos debates que realizamos nos últimos dois anos nos levaram à conclusão de que é urgente uma grande mudança na política brasileira, hoje monopolizada por partidos e facções voltados à disputa do poder pelo poder, sem compromisso com um futuro sustentável e incapazes de enfrentar a profunda crise que se abate sobre a civilização e ameaça a continuidade da vida humana no planeta.
Nosso novo instrumento de transformação pode ser um partido político de novo tipo, radicalmente democrático, onde se possa expressar e reunir uma ampla rede de cidadãos e cidadãs, organizações, movimentos, coletivos e comunidades que mantêm a esperança de viver …