Me espanta não é...




Me espanta, não é a gozação dos colegas de Recife, torcedores do Sport;

Me espanta, não é termos perdido o jogo na Ilha do Retiro, com ingresso mais barato que penca de banana, sem falar o programa todos com a nota (TODOS literalmente), e ainda assim o estádio não lotar;

Me espanta, não é ter que jogar contra um time que jogará a série A, faz parte do poderoso clube dos 12+1, bem informado juridicamente, não por acaso na segunda cedinho após a estréia na Copa do Nordeste, sabiam eles com mais propriedade que o próprio departamento jurídico do nosso time (e com isto não estou sendo irônico, antes reconhecendo que para ser um clube grande e profissional é necessário estar preparado dentro e fora das quatro linhas) que tínhamos escalado dois jogadores, cujos os nomes não haviam aparecido no BID;

Me espanta, não é ter caído em um grupo com dois times que ao menos do ponto de vista sócio econômico, tem um suporte e um porte muito superior ao nosso;

Mas o que me assusta: Nem Náutico, nem Sport tem um camisa 10 como o nosso, muito menos um 9 como o nosso, se Neto Baiano fez hoje um belo gol, Magrão não deve ter esquecido a jogada e gol que o caçador de galos fez aqui no Almeidão.

Me assusta é a Paraíba inteira não ter um estádio decente para se jogar futebol, pois a única coisa boa do/no Almeidão é o gramado. Uma reforma que já vai para o seu terceiro ano. Iluminação péssima, acomodação nem irei adiante.

Me assusta uma federação que tem no seu comando uma família há mais de 5 décadas, estamos falando de meio século. Isto é muito grave, seríssimo. Se o STJD puniu a FPF em R$ 50 mil reais ela reconhece que a própria FPF cometeu alguns erros, mas poderíamos citar vários, uma lista sem fim;

Me assusta o departamento jurídico do nosso clube ser tão amador, ou ao menos um funcionário ter sido tão incompetente;

Me assusta "torcedor" mandando jogador (limitado tecnicamente, mas ao menos esforçado) ir tomar no cú, como se ele exclusivamente fosse o grande responsável por um empate e uma derrota;

Me assusta "torcedor" chamando o treinador (que trouxe um título estadual e o primeiro título nacional para o estado) de burro por causa de uma substituição que depois entenderíamos que tinha haver com a condição física do jogador;

Me assusta é um time jogar 4 partidas em 7, 8 dias, somar 7 pontos em 12 possíveis e "torcedor" ainda dizer que os jogadores não jogaram com vontade;

Me assusta ver "torcedor" achando que após uma maratona destas, e com todo o desgaste extra campo, além de toda a polêmica envolvendo as péssimas arbitragens, a coisa mais fácil do mundo é chegar na Ilha do Retiro e vencer o Sport;

Hoje jogamos de igual para igual e em determinados momentos fomos melhores, criamos boas chances, méritos para Magrão com duas belas defesas e para Neto Baiano com uma bela finalização, mas o adversário de hoje para na próxima fase, e já teve a sorte de fugir do Santa, se não contratar vai voltar rapidinho para a série B com uma campanha mais pífia que a do Náutico ano passado;

Já nós, temos elenco para sermos BI campeões da PB, voltarmos ao Nordestão e garantir vaga na Copa do BR. Além de no mínimo nos mantermos na série C. Com contratações pontuais poderemos ascender a série B, e quem sabe com novo título;

Ser campeões das séries D, C e B não é vergonhoso, ao menos para nós, toda conquista é válida, tem seu sabor, seu significado;

Perdemos os 4 pontos para nós mesmos, não foi a FPF, CBF ou STJD que nos "roubaram" os pontos como alguns disseram;

Reconhecer os erros fora e dentro das quatros linhas, rever conceitos, estudar novos caminhos, ventilar possibilidades e saber aproveitar bem as oportunidades poderá nos levar adiante, é bem melhor quando na derrota reconhecemos nossas limitações a ficar fantasiando com uma "vitória", é saudável, louvável ser campeão seja de que série for dentro do gramado com a bola rolando a ter que ir justiça juntando papel para provar que foi campeão disso ou daquilo;

Hoje eu tenho é muito orgulho de torcer para o Botafogo da PB, a cópia ou genérico como alguns dizem, hoje tenho orgulho de dizer: "ah que coisa boa é torcer para o Belo e morar em João Pessoa"...

E mais, o Nordestão é só mais uma competição da qual só terá um campeão, então hoje a gente perde, chora, se lamenta, amanhã a gente ri, se diverte e segue adiante, se for apenas por causa de título, no final só um vai sorrir, e muitos chorarão pelo caminho...

2014 esta só começando para o Belo, e dentro de campo pelo que vi teremos um excelente ano!


João Vicente Ferreira Neto



Postar um comentário