Quem não tem o que apresentar só lhe resta criticar quem o fez.


Política ~ Marina

Cobram plano de governo...?

Diretrizes e o plano?

Já foram apresentados!

Enquanto isto não sabemos onde estão os deles!

Dizem que ela "fala demais por não ter nada a dizer".

Mas insistem em um passado que não trás boas lembranças ou em um futuro que jamais chegará, e continuam ignorando o presente construído nas lições e aprendizagens de outrora com a esperança e confiança do que venha ser o amanhã.

O problema foi a errata?

Ou Silas Malafaia?

Sem problemas.

Também concordo que a errata foi um erro.

Não entro no mérito do conteúdo.

Tiveram tempo hábil, e o fizeram "tardiamente".

A lição?

Reconhecer o erro. 
Ser transparente antes.
Não prometer o que não se pode cumprir.
Não prometer.
Mas se comprometer com os projetos e propostas apresentados(as).

O Silas eu o chamo de Cilada Mala Falha.

Tão picareta, mau caráter e oportunista quanto aqueles que não tendo o que apresentar de relevante e concreto usam o seu tempo para difamar e denegrir alguém que nunca teve uma mancha na sua trajetória política.

Marina não precisou negociar a alma. 

Deseja governar com uma equipe qualificada e que é referência política no país, a saber: Pedro Simon (amigo do falecido e saudoso Ulisses Guimarães), Randolfe Rodrigues, um ícone dentre a nova geração política, Cristovam Buarque, professor reconhecido mundialmente, e excelente parlamentar, Eduardo Suplicy, um dos poucos petistas respeitado e referendado por todos os partidos, Romário, ex-jogador, mas que surpreendeu positivamente na câmara, não por acaso lidera as pesquisas no Senado para o RJ, teve peito para bater de frente com a CBF, entidade podre, mergulhada na corrupção, Heloísa Helena, companheira de longas batalhas, e que atualmente trava mais uma em sua terra (Alagoas), José Serra (tenho resistência, mas não posso deixar reconhecer sua importância na saúde, especialmente no governo FHC), Antônio Reguffe mais um jovem promissor e exemplar na política que "dispensou o 14° e 15° salários que os parlamentares em geral recebem, diminuiu o número de assessores de 25 para 9, e automaticamente reduziu os gastos no seu gabinete. Com isso, reduziu em 80% a cota interna do gabinete. Dos R$ 23.030 a que teria direito por mês, reduziu para apenas R$ 4.600. Abriu mão de toda verba indenizatória, de toda cota de passagens aéreas e do auxílio-moradia. Com estas atitudes louváveis o cofre público economizou R$ 2,3 milhões no seu mandato. Poderíamos citar muitos outros, mas daí você tira a diferença...

Tem gente que critica o Collor, mas o tem como aliado, e não só ele, Renan Cavalheiros "pai e filho", Sarney "a família", Maluf (que teve seus direitos cassados, ou melhor, foi impedido de se candidatar por problemas - comum a ele - junto a justiça).

Marina não é a salvadora da pátria, e não o será, assim como nenhum outro, mas nos dá a possibilidade de um outro rumo, que rompe o mínimo que seja com o asco político que aí está.

O novo não é algo do outro mundo, as vezes é o óbvio diante dos nossos olhos. É romper com alguns costumes que viciaram os que lá estão, e de quebra conseguiu ludibria a nação!

Quem não tem o que apresentar só lhe resta criticar quem o fez.

Vai ver por isso "abraça" por conveniência apenas em promessas fadada ao fracasso a causa de uma minoria, e em contrapartida isenta de qualquer imposto, taxas, pagamentos ou afins a causa de uma maioria, neste caso não sequer agradar a gregos e troianos, nem mesmo enganar o povo, o buraco é mais profundo, tenham enganar até deus e o diabo, ledo engano.

Não vamos desistir do Brasil, e vamos juntos com Marina 40!

João Vicente Ferreira Neto
Postar um comentário