Dilma por exemplo terceirizou o planalto!


Dilma por exemplo terceirizou o planalto!

"PMDB entra no governo mais uma vez...

E agora, ao que parece, para dar as cartas: o vice Michel Temer passa a ser o responsável pela articulação política. Experiente, habilidoso e sempre no poder, ele certamente vai desentupir alguns canais entre o Palácio do Planalto e o Palácio do Congresso, até aqui totalmente engarrafados. O viés conservador predominará, e o apetite voraz do toma lá da cá talvez fique mais "disciplinado".
A esperança de aproximar a praça pública dos Palácios, entretanto, não aumenta." ~ Deputado Federal Chico Alencar do PSOL RJ.

Apenas Damião Feliciano (PDT) e Luiz Couto (PT) foram os únicos deputados que representam o estado da PB na Câmara Federal a VOTAREM NÃO.

É uma pena que o povo se esqueça disso nas eleições.

Veneziano (PMDB), Aguinaldo (PP), Wilson Filho (PTB), Hugo Mota (PMDB), Pedro Cunha Lima (PSDB), Rômulo Gouveia (PSD), Efraim Filho (DEM), Wellington Roberto (PR), Manoel Júnior (PMDB) e Benjamin Maranhão (Solidariedad) VOTARAM SIM.


Marco Feliciano VOTOU NÃO, hoje teve meu profundo respeito e admiração independente das intenções.

Votar NÃO significa se sensibilizar com a massa que apesar de maioria é na verdade minoria.

Hoje passei o dia inteiro pensando como um partido com uma história tão linda como o Partido dos Trabalhadores se tornou refém do PMDB, ao menos tiveram a decência, dignidade e honra de votarem FECHADOS contra, colocaram NÃO, mesmo que mais uma vez tenham sido traídos pelo PMDB.

Ledo engano de Dilma achar que uma raposa velha por sobrenome Temer iria temer alguma coisa por ser o novo articulador político da "presidente" ou da marionete do PMDB.

Dilma delegou ainda mais poder a quem talvez ela menos deveria delegar.

A esperança da presidente é que com a presença de Michel que não é Platini, fazendo o meio campo, as decisões do governo possam ganhar força novamente no congresso, afinal na linha de defesa estão dois "companheiros" do Temer, a saber Cunha e Calheiros.

A presidente Dilma negociou a alma para se reeleger. 

Agora está colhendo os frutos. 

Reconheço que tínhamos péssimas opções ou raras. 

Mas ela mentiu a campanha inteira, evidência disto foram estes três primeiros meses. 

Levy é uma tentativa de correção econômica do primeiro mandato. É uma tentativa que pode dar errada. Além de sair cara ao bolso do cidadão comum. 

Agora colocar Temer na articulação política (nunca antes na história deste país), me parece uma renúncia disfarçada.

Parece que ela jogou a toalha e entregou a presidência ao PMDB. 

Agora a Trindade do mal está formada (Temer, Cunha e Calheiros). 

Respeito a Dilma como ser humano e mulher. 

Não votei nela em 2010 e nem desta vez. 

Anulei em ambos os 2 turnos. 

Sou favorável à permanência dela e sua saída só em dois casos: renúncia legítima e pública da parte dela (o que descarto totalmente), ou comprovado algum caso de corrupção, improbidade, etc. 

Mas não a isento de responsabilidade. 

É a presidente, ocupa o cargo mais importante do país. 

Agora vai ter que ter o "coração valente" para assumir as responsabilidades que se comprometeu. 

Vai ter que enfrentar as consequências.

Se há alguém a temer não é Temer, mas a própria Dilma que ao anunciar o Vice responsável pela articulação pode ter assinado sua própria renúncia, a presidente terceirizou o planalto!

João Vicente Ferreira Neto


Leia também: Terceirização: veja como votou cada deputado - Câmara aprovou projeto que permite a terceirização de todos os setores de uma empresa, sem distinção entre atividade-meio ou atividade-fim

fonte: http://www.cartacapital.com.br/blogs/parlatorio/terceirizacao-veja-como-votou-cada-deputado-158.html?utm_content=bufferefcf8&utm_medium=social&utm_source=twitter.com&utm_campaign=buffer
Postar um comentário