The Lie We Live




Este vídeo me remete a infância...

Em Anápolis morávamos em um bairro chamado Recanto do Sol...

Diva, papai e eu...

Tínhamos uma horta com diversos tipos de legumes, hortaliças, temperos, e entre outros, como tomate e melancia.

Em um outro terreno papai tinha uma plantação de mandioca, e ainda em uma área a parte um galinheiro onde comíamos os ovos produzidos por aquelas galinhas e comíamos as mesmas por ele tratadas.

Engraçado como o conceito de subsistência esteve tão presente na minha infância e parece ter passado desapercebido na adolescência e juventude, retornando só agora na fase adulta...

Assim agradeço pela existência/vida e o aparecimento de algumas pessoas já nesta minha fase adulta que me levam as memórias preciosas com meu papai e com a Diva.

O que para mim era apenas uma brincadeira/diversão em ajudar papai no regar ou adubar a terra/horta ele me ensinava - talvez inconscientemente - que não precisamos explorar quem quer que seja e mesmo com pouco poderíamos ter muito e de modo saudável, contribuindo inclusive para o progresso do mundo.

Andressa Guimarães sou grato a Deus por seu aparecimento "repentino", as melhores (coisas), eu diria pessoas, aparecem quando não esperamos. Assim posso incluir outros amigos que vão surgindo e que nos ensinam todos os dias Sílvia Alves Bruno Torres Caio Fabio Marina Goldfarb que não precisamos de muito ou do muito que nos é exigido ou colocado como carga e obrigação para vivermos.

Manuela Kirschner Alexandre Pedroza me remetem a Paquita minha cachorrinha vira lata, depois ao meu gato vira lata Getúlio Vargas (este negócio de política sempre teve algo comigo), vocês não tem idéia de quanto ambos me aperfeiçoaram no mundo dos esportes, treinávamos juntos.

Outro dia um dos meus mais preciosos amigos Filipe Gomes (que são poucos e raros) me trouxe a memória outro grande e especial amigoAnderson Rio Branco de Menezes sempre paciente comigo, de como você Rio aproveitava através das pedaladas inúmeras maravilhas que de carro não conseguíamos aproveitar. Daí FG comprou a Bike, torço para que ele use, fará bem a saúde e como ele é um cara muito criativo vai poder registrar momentos inesquecíveis assim como você tem feito.

Rayssa Pedrosa Soares tem gente que a gente gosta sem ter muita explicação, no começo sei que tinha relação direta por ela produzir alegria ao coração de um amigo, com o tempo percebi que ela tinha brilho próprio, por isso o coração do meu amigo bate feliz até hoje. Por eles conheci alguém tão sensível e doce Priscilla Marques que de tão sensível às vezes tenho um medo profundo de machucar. É que eu sou desastrado, mesmo sendo tão organizado, sou impulsivo e emotivo, mesmo sendo tão racional e pensativo.

Eu poderia marcar tantos outros aqui, gente simples que me ensina só de lembrar de cada um deles Fátima Mascena minha amiga espírita que tem um espírito bom demais, meus amigos coloridos Junyor Caldas Kiko Amaro Cayo César Paquito os quais tenho profundo apreço e admiração, e trazem enorme alegria ao meu coração, a amiga que a versão brasileira da princesa Diana Mariana Espinola e ainda ao mais elegante e fino de todos os homens, dono de traços inigualáveis Germano Romero.

Há aquelas que lutam por causas que me tocam a alma Marilia AraújoJuliana Goldfarb Mirela Mota Andrezza Maria Barros Dantas sou um profundo admirador do pouco da história de vidas de vocês que tenho conhecimento.

Há gente simples, de coração bom que trás alento alento e paz ao coração e alma, Carlos Bregantim Carlos Bregantim II Wanderlan GomesWandemberg Farias Mariana Soares Katarina Gueiros Kacia RochaMariana Maia Moisés Lourenço

Rebeca Matos a gente se entende, não precisamos de muitas palavras, as vezes até o silêncio e a distância fala por nós seja pelo brilho do sol ou da lua...

Fiquei perplexo sobre como os medicamentos e os alimentos com tóxicos são os responsáveis diretos pelas células cancerígenas, e que não são poucas.

Há outra parte forte no vídeo que diz que trabalhamos, produzimos, até fazemos bem feito cada tarefa, mas não sabemos a razão pela qual fazemos. No meu caso eu até sei e o que me deixa dilacerado é que sei que em partes enriqueço uma minoria cada vez menor, mas mais rica e poderosa, e o pior, não sei quem são eles, ou ao menos, nunca os conheci pessoalmente, e por outro lado, aquela sensação de realização de sonho para a maioria na verdade pode ser a ilusão que nos prende e nos torna cada vez mais dependende do sistema que é impessoal e cruel.

É triste sermos roubados de nós e não nos darmos contas, ou dando, não sabermos o que fazer.

A esperança é por termos uns aos outros, mesmo com todos os nossos defeitos...

Sei que temos distinção em relação a fé que é um caminho pessoal, assim sou grato a Deus pela existência/vida de cada um de vocês que ainda que não saibam, mas me ajudam e me ensinam a vencer os preconceitos que se escondem nos porões da minha alma.

Andressa Guimarães muito obrigado pelo vídeo, perdi o sono, mas vivi um pouco mais graças a você... Um beijo cheio de afetos e ternura, um bouquet/buquê de cervejas para você...

João Vicente Ferreira Neto
Postar um comentário