Há dor na França, há dor na Síria, há dor em todo canto...



João Pessoa, 22 de julho de 2016

Terror e morte...

Qual é a diferença entre o terror que causou a morte de 80 pessoas na França para os 80 que foram bombardeados "por engano" na Síria?!

O que leva parte da imprensa tomar partido por uma tragédia em detrimento da outra?

O que faz parte da população mundial se sensibilizar com a dor de uns e ignorar a dor de outros? 

Ou se revoltarem com os acontecimentos na França (associando o grupo terrorista Estado Islâmico a quem é seguidor de Maomé e Alá), mas ignoram o homicídio de 80 pessoas por cristãos norte americanos (que alegam engano pela tragédia ocorrida)?!

Qual a relação disso com o tema "escola sem partido" discutido aqui no Brasil?

Lembram do que disse Freire: "todos temos algum tipo de ideologia, resta saber se ela é inclusiva ou não", eu acrescentaria se ela é seletiva, se há conivência e se há conveniência.

Há dor na França, há dor na Síria, há dor em todo canto...

João Vicente Ferreira Neto
Postar um comentário