Com o dedo de Tite, Jesus salvou.

(Foto: EFE)


Há 33 anos o Brasil não vencia o Equador jogando na casa deles.

Que estréia de Tite.

Quanto solidez no conjunto da obra.

Um primeiro tempo comum, onde a seleção equatoriana foi levemente melhor.

Mas no segundo tempo com o dedo de Tite, Jesus salvou.

O menino Jesus comprado por 33 (idade de Cristo) milhões de euros, participou dos 3 gols e levou a seleção com grande atuação no segundo tempo a vencer o Equador e quebrar um tabu de 33 anos.

Futebol se ganha no meio campo: Casemiro, Renato, Paulinho, William (que destoou), depois Coutinho que entrou bem demais, e a dupla Neymar e Jesus deixaram os equatorianos que não perdiam em seus domínios há 8 anos ficou perdida e viu a seleção brasileira de Tite sobrar.

Agora sim o gosto de voltar a assistir a seleção brasileira vai se confirmando!


João Vicente Ferreira Neto
Postar um comentário